sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

É o meu desejo que te procura..


No meu devaneio te peço
Que me tomes e me devores
Que me lambas, porque não meço
O tamanho da minha vontade
Quero sentir tua língua
Quente e desinibida
A percorrer à vontade 
Cada recanto da minha flor
Que se abre quando relaxa
Sentindo o calor do tesão
E doçura do teu amor
Sinto o calor do desejo
E na minha flor, o teu beijo
No meu devaneio te peço
Que me leves à loucura
Que faças de mim tortura
Que que me devores inteira
Para o orgasmo soltar
É meu, o desejo que te procura
.................................


4 comentários:

  1. Que bom de ler...Que tesão de imagem...

    ResponderEliminar
  2. Tem piada esta imagem fez-me lembrar a primeira vez que mamei a "chupeta que o meu companheiro me deu" usei o mel... não fosse vir-me o sabor da borracha á boca, hehehehheheehh

    Poema bom.
    Bjs ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teve graça!! kkkkkkkkkkkkk

      Bejusssss

      Eliminar