segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Tocando ou não à punheta.


Tocando ou não à punheta
O que importa é consolar
Dentro e fora da boceta
Até sua esporra deitar

Mão macia, aveludada 
Movimento sempre abrir
Deixa a boceta consolada 
No momento que está a vir

Momentos de pura tesão
Quando me abro ao prazer
Acaricio-me com lubrificação
E tu enterras até eu gemer.

**********

10 comentários:

  1. dar uma queca assim é demais, pura tesão. Quem se aguenta com tanta ternura e malabarismo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hummmm é uma tentação, na verdade!! kkkk

      Mu@@

      Eliminar
  2. Começar bem o dia, sem dúvida. O video é de uma sedução maravilhosa. Gostei da poesia que está cheia de erotismo e sensualidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Max, ainda bem que gostaste. Obrigada

      Mu@@

      Eliminar
  3. Uma imagem que deixa qualquer ser humano cheio de tesão, belo poema, quente e atrevido, lool

    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho Dália Lopes.

      Obrigada pela presença.

      Eliminar
  4. Que foda valente, gosto que uma mulher me trate assim com aquele carinho, que dá uma tesão louca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era não era? É uma delicia quando comandamos o barco, kkkkkkkkk
      É uma tesão maluca.... sou carinhosa, kkkkkk

      Jitus

      Eliminar
  5. Tu desassossegas-me Anginha,looool ;))))

    beijos magicos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade? Ainda bem... está vivo! kkkkkk

      Beijos mágicos

      Eliminar