segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Entramos em erupção em lençóis de cetim

Agarras-me com fúria, para nosso prazer
Em brancos lençóis finos acetinados
Sentimos nossos sexos no encaixe e a gemer
Que nos deixa loucos, totalmente desatinados

Teu sexo grande, hirto, explodindo de tesão
Entrando na minha cratera, já bem excitada
Os dois entramos loucamente em erupção
E tu desorientado, na minha cratera molhada

Agarras-me com a fúria de me sentir
Nos gemidos mais loucos mas ofegantes
Sentimos nosso orgasmo, nosso elixir
E loucos terminámos, os dois excitantes...
**

11 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Santos, pela sua visita e comentário.
      Volte sempre, será um gosto.

      Beijinho.

      Eliminar
  2. Bom dia

    Ui ui doce excitação a causar arrepios na coluna
    Linda a imagem e quadras cheias de bom gosto em poesia erótica
    Bjo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Queria amiga, Vanessa
      Ainda bem que gostaste, fico feliz. Obrigada pela tua visita e comentário
      Volta sempre.

      Beijinho

      Eliminar
  3. Vi a imagem e depois li o poema. Depois de ler o poema voltei a olhar a imagem com olhos de ver...Fiquei fascinado...Feliz conjugação de versos com a imagem.
    Bju

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno Filipe, verdade??
      Olha que ainda fico convencida.
      Não estará grande coisa, mas ainda bem que gostaste,

      Beijinho...Volta sempre

      Eliminar
  4. Poema muito sensual e excitante! Adorei

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Larissa minha amiga, que bom que gostaste.

      Volta sempre
      beijinhos

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Hummm Fábinho, és lindo

      Volta mais vezes
      Beijinhos

      Eliminar