segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Uma visita da minha amiga...As duas, acabámos num delicioso 69 ...

Eu e a minha amiga Ana Flor, num dos nossos momentos mais íntimos num reencontro. Nós já tínhamos vivido juntas no tempo em que tirámos o nosso curso de estética.

Na altura assumimos a nossa orientação sexual, onde juntas vivemos momentos muito bons e calorosos.

Acabado o curso, cada uma seguiu o seu destino, apesar de termos ficado amigas inseparáveis.

Nas férias do Verão passado, a Ana Flor resolveu fazer-me uma visita, onde fiquei muito feliz, pois vivo sozinha e tenho condições para estar-mos juntas mais à vontade, longe de olhares de pessoas que nem sonham da nossa orientação sexual...

 
A nossa felicidade era bem visível, não perdemos muito tempo com conversas, pois as saudades já eram muitas, em todos os aspectos, tanto na nossa amizade como na cumplicidade que nos uniu e que nos proporcionou belos e luxuriosos momentos .

A Ana Flor vinha linda, sedutora, como sempre foi, com um perfume de me deixar louca de desejo...Depois de nos cumprimentar-mos demoradamente nem foram precisas muitas palavras, depressa me começou a despir, notava-se a sua ansiedade nos meus mamilos, a lua língua ávida de desejo
Foi descendo suavemente entre sussurros ofegantes e desejos, enquanto eu já desorientada de tesão me deixei escorregar  até  ficar deitada...Sinto que a Ana me abriu as pernas  com o seu jeitinho carinhoso como só ela... e eis que, sinto a sua língua num frenezim caloroso em círculos estonteantes, que nos provocou gemidos incontidos....
Como não podia deixar acabar este momento sem retribuir os carinhos que ela loucamente me proporcionou, sem nos despegar-mos da nossa loucura, demos lugar ao momento mais alto da  sua visita. A retribuição do sexo oral, ou seja, o nosso 69 que nos fez gritar quais poesia saída bem cá do fundo, feito orgasmo.

O dia passou, conversámos muito e fiquei a saber que o trabalho como esteticista enfraqueceu, e por isso ela começou a trabalhar na noite, num Pub...No entanto esse dia dormimos juntas, pois partiu para a sua terra, no dia seguinte.. Fiquei com saudades.
.........

domingo, 29 de novembro de 2015

SEXO ... MEIGUICE ... PROVOCAÇÃO E DOÇURA

Provocaste-me, arqueando as pernas
Deixaste teu sexo esperando o meu
Sorrias de prazer, beijavas-me
Querias-me bem fundo dentro de ti
Deste-me teu carinho, excitaste-me
Desfrutámos de nossos corpos
Na doçura do nosso desejo
Provocaste-me
Retribuíste, trocando um beijo
Em excitação e ternura
Cúmplices, na cadência
Da nossa erótica luxuria

sábado, 28 de novembro de 2015

Fizeste-me acordar o vulcão...fizeste-me explodir...


Lembras-te daquele dia, em que tínhamos estado numa daquelas nossas brincadeiras, naquele nosso espaço, ou seja, o sofá, lembras?
Lembras-te quando te pedia, quase implorava, que queria brincar às posições sexuais? Quando te queria sentir bem nas minhas profundezas? Claro que te lembras!! daquele nosso sofá, em que tu me pedias para me ajoelhar, depois navegavas pelo meu e teu mar revolto, de águas quentes, como um vulcão adormecido.
Então, voltamos ao nosso sofá, com as mesmas brincadeiras, com a mesma fúria e intensidade e vontade de nos devorarmos um ao outro....Abriste-me as pernas, já trémulas de desejos por te sentir e ansiar,  e  acordas-te meu vulcão adormecido...  Fizeste-me  explodir!!

Faça exercícios.... Calma... pode não ser o que parece...

Pode não ser o que parece
Mas o meu olhar não mente,
Saltar, alivia o stress
Ninguém se assusta certamente 
Ao ver coisas onde não estão,
Será da vista, do cansaço ou talvez carência
Ou do exercício simplesmente 
Que nos provoca dupla visão,
Mas nem tudo o que é parece
Precisamos de exercício
Para acalmar o coração.
...
Sorriam...Alegrem a alma.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Amor com sexo: Arte e Beleza Erótica, Corporal e Mental.

Dizer que fazer amor - com sexo - não é arte nem implica qualquer destreza, é na minha humilde opinião, desconhecimento ou pura demagogia. Como homem, não concordo com quem assim pensa. Sexo é arte, subtileza, carinho, entrega corporal e mental.
Fazer amor - com sexo - requer elegância, mestria, arte fervente, ocupando sentidos de luxuria, fazendo da cadência e ritmo, uma viagem ao mais além da questão erótica. 

Esta imagem é o exemplo mais belo e vivo do que acima refiro. A mulher sobre o homem, num encaixe perfeito entre os sexos, mostrando como a arte sexual é de uma rara pureza e cúmplice subtileza erótica, não só física, mas também visual

É vossa a última palavra, sobre o que acabo de dizer/escrever. Espero lê-la
.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

TERAPEUTA DE MASSAGENS ERÓTICAS ...SEXO LOUCO.

Mariana Santiago, 20 anos,  terapeuta de massagens eróticas, e bem atrevida com os homens. Não consegue disfarçar a sua tentação pelos homens, adora um bom sexo, raramente deixa escapar uma boa pegada...
Como costuma fazer tudo no geral, decide exercitar o pénis do cliente com a  boca, fazendo-lhe uns alongamentos... pura loucura e desejo... 
Atrevida, a Mariana deixa-se levar pela tesão e não perdeu tempo, despiu-se por completo, metendo-se a jeito de um (69) bem ritmado qual poesia a fluir...O Cliente estava satisfeito com as massagens que lhe eram feitas...
Como massagista erótica, aplicada e atrevida, a Mariana, não queria terminar a sessão sem o sentir na sua vagina que escorria de desejo, e eis que o cavalga com toda  a sua fúria,  estava bem oleada, com óleos orientais e afrodisíacos, que resultaram num orgasmo louco.

O cliente por sua vez, totalmente concentrado na massagem, quase nem se mexia... mas não se deixou atrás, dando-lhe um dos óleos que as mulheres mais gostam. O seu néctar feito delicia!

A Mariana como massagista, aproveita cada momento da sua vida profissional.
Acha que ela faz bem??

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

SINTO QUE MEU CORPO REAGE AO TEU SABOR

Sou gulosa, meiga, sei que quero
Perder-me em ti, num devaneio
Sentir o sabor do teu doce esmero
Quero teu corpo, és o meu anseio
.
Sinto meu corpo reagir ao teu sabor
Perco-me em ti, ao som de um ritual
Nossos corpos estremecem, é amor
Deliras perante minha boca sensual
.
Desfrutamos de ternos carinhos orais
Seduzes-me com teu membro a gemer
Dou tudo de mim, em ti, e muito mais
Tu és meu desejo, meu mélico prazer. 
...........



terça-feira, 24 de novembro de 2015

Lua de Mel ... Viagem ...Ferrero-roucher em delicia sexual..

Após a consumação do nosso casamento, seguimos viagem para a lua de mel. Local distante escolhido pelo meu noivo, Alexandre. Sendo uma pessoa romântica e meiga, quis fazer-me uma surpresa. Mas durante a nossa viagem o Alexandre,  parou o carro, junto a um muro, local sossegado, e sussurrou-me, que lhe apetecia algo... pensei que, lhe apetecesse um ferrero roucher que levávamos no carro.

Abri a porta para ir à mala do veículo. Nisto sinto que ele me puxa com toda a sua meiguice e carinho, despindo-me. Senti o seu belo pénis bem hirto, e bem quente entrar na minha xaninha. Sussurrava-me ao ouvido que estava derretido de tesão, entre frases como: quais ferrero roucher qual quê!. Tu és doce como um chocolate cuja marca ainda não foi fabricada. Senti-me lisonjeada e... muito feliz.

Um dia cansativo...um delicioso oral com direito a retribuição.

Depois de um dia cansativo, com as mudanças para a nossa nova casa. chegados à noite queríamos era descansar, mas isto pensava eu. O meu namorado pensou o contrário. depois de termos tomado um duche e ter-me vestido, sou quase apanhada de surpresa, quando dou por mim a deitares-me na cama, levantado-me a roupa, e quase desmaio quando sinto a tua língua num frenezim na minha vagina, que andava até carente.
Como não gosto de ficar atrás, e porque ele me dá tudo o que gosto, depois de me provocar um orgasmo sensacional, achei que deveria retribuir-lhe o oral, onde o deixei tão louco, que da boca dele não saiam mais que sussurros, pura loucura, onde finalmente o consegui fazer explodir...Não, não foi na minha boca, foi  nas minhas maminhas , que, agradeceram. Foi um dia cansativo mas que valeu a pena.

Deixe-me um carinho, durante a sua visita.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Amarraste-me... e juntos, soltamos um orgasmo intenso ...


Num dos meus encontros com o meu amigo colorido, Samuel, que me pediu que lhe deixasse realizar um fetiche, onde eu por doideira aceitei porque também gosto de novas aventuras.

Aceitei, deixei que me amarrasse os braços, o seu fetiche, pois dizia que o maior prazer que sentia era a mulher amarrada, e sem se manifestar com seus braços, ficando assim limitada, mas, com toda a tesão, apenas se contorcia, e o gesto de contorção, é o que mais o deixa  excitado... e assim foi penetrando, carinhosamente   
De seguida, qual o meu espanto, onde me amarra as pernas também, confesso que me assustei com a sua atitude, pois pensava que eram só os braços o que me deixou totalmente limitada, apenas podia gemer de tesão e prazer. 
Mas cuidadosamente e louco, já de mastro em forma e hirto, levantava-me as pernas e assim me penetra com toda a sua tesão.. eu via na cara dele que o momento e estava a correr como ele tinha planeado.
Mas ainda não totalmente satisfeito, vira-me de costas e loucamente continua  com seu prazer, por me ver amarrada, tomando ele o controle da situação. O facto é que eu até gostei deste momento, senti-me bem, porque pode gritar de tesão e satisfação, porque este fetiche que era o dele, a mim, também me agradou. O mais belo, foi o nosso orgasmo que parecia não ter fim, tal como os meus gritos que saiam em eco da minha garganta.

.
Gosta de ser amarrado, carinhosamente.?
Comente.

domingo, 22 de novembro de 2015

Esparregata sensual ... SEXO GOSTOSO, E O GOZO no pico da montanha

Num chuvoso dia em o frio se fazia sentir, o meu namorado convidou-me a praticar um pouco de ginástica, mas claro, não era uma ginástica qualquer... Os dois sozinhos,  um sofá e um ambiente sereno, resolvemos dar inicio ao nosso momento...
 
Foi então quando carinhosamente nos despimos entre sorrisos e sussurros, e beijos ofegantes, e depois de o ter acariciado com minhas mãos, e ter passado um pouco a minha língua como quem procura o tesouro escondido, acabei por lhe oferecer a melhor  esparregata, dando-lhe assim a oportunidade de o sentir bem no fundo das minhas entranhas...Os dois estávamos perdidos de tesão...Quase atingir o pico da montanha.
E no final não podia ter acabado da melhor forma, quando os dois estarrecidos de tesão quase caímos do sofá, rebolando pelo chão até ao momento final... Não sem antes ter tido a oportunidade de me saciar a tesão nesta posição, de 4, que é uma das minhas preferidas. Depois de ter atingido o meu orgasmo, eis que ele desagua no pico da minha montanha, fazendo do seu mastro o mais belo espicho, a fonte do nosso prazer.
 
Se gostou, comente.


MEIGUICE...RITMO E TESÃO ANAL

Com ritmo e muito carinho
Relaxo e espero por mais 
És ternurento, muito meiguinho 
E deliras com meus ais
.
Recebo-te de porta aberta
Tens permissão para entrar
Sinto teu membro em alerta
Em meu corpo quer desaguar
.
Entregamos-mos ao prazer
Os dois loucos de excitação
Só teu mastro me faz gemer
Neste relaxe cheio de acção.
.
Vem desaguar no meu lago
Quero sentir teu elixir
Vontade de ti, é meu afago
E no final, algo de ti eu sentir.
....

sábado, 21 de novembro de 2015

Momentos Únicos: O teu, o meu... o Nosso ... Sexo entre dádivas de prazer.

Quiseste enlouquecer-me. Tomaste o meu sexo como propriedade tua. Quiseste desfrutar da tua própria vontade. Lentamente, colocaste meu pénis entre os teus lábios, fazias do momento, quase exclusividade. Como se eu não existisse. não estivesse ali. Apenas tu e o teu prazer. Vagueavas por entre a luxuria e o erotismo da tua mente. Sei que sentias como te acariciava o cabelo, querendo tomar parte do teu carinho. O teu corpo enlouquecia-me.  
Querias ser tu a comandar a nossa luxuria. Quiseste que eu ficasse quieto, desfrutando, não me podia mexer. Ondulavas o teu corpo em círculos de delírio, fazendo com que o meu pénis entrasse na tua vagina, em cadência por ti controlada. Coloquei a minha mão sobre o teu pescoço como te dizendo: Estou aqui. Vi como tinhas os olhos fechados, concentrada, gozando, tendo prazer, caminhando pelos espaços mais nobres da tua excitação. Viajavas pelos arcos do arco-íris do teu prazer.
Fizeste-me, com a tua doçura, perder o controlo. Deixei de ser eu. Deixei que o "animal sexual" que existe em mim, se soltasse, te agarrasse, te puxasse pelo cabelo. Fizeste que, cheio de tesão, te possuísse de forma "louca", intensa e apaixonada. A tua excitação queria assim. Eu desejava assim. Sei que gostaste tanto quanto eu. Era o nosso momento. Aquele momento apenas de nós dois. O mundo parou perante o nosso delírio, a nossa paixão, a nossa total e corporal entrega.

AMO-TE MEU AMOR.
......

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Tesão carinho e o sexo ANAL acontece, quando não se quer perder a virgindade.


Naquele dia, os nossos corpos rebolavam entre prazer e tesão, tão sedentos, enlouquecidos, nos entregávamos um ao outro. Mas eu era virgem, e queria continuar, por uns tempos, dado à minha idade... então decidi entregar-te o meu cuzinho que latejava de tesão, o meu desejo era visível. Quando mesmo por baixo de ti controlava a situação, tu estavas louco...Assim nos divertimos até o orgasmo acontecer...Naquele dia, toda eu era tesão, todo tu, eras paixão, e o meu cuzinho atrevido foi a nossa satisfação.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

UM DELICIOSO 69 NA VERTICAL

Como amante de acrobacias, eu e o Tony, um amigo muito intimo e os dois apanhados pela mesma loucura, numa linda tarde de sábado, decidimos ver um filme erótico, acompanhado de um lindo romance. A dada altura,  já bem excitados, decidimos fazer um intervalo ao filme, para por em prática o que tínhamos em mente, o nosso sessenta e nove (69) na vertical, era uma prática há muito desejado, por nós. Como eu pratico desporto não me causou transtorno o facto de estar com o pescoço em má posição. Foi bom demais sentir o carinho da sua língua na minha gruta, que latejava de tesão de tão humedecida... enquanto eu o deliciava, sugando-lhes o pénis com a mesma tesão que sentia... Eu soltei o orgasmo, e ele? bem, ele também, só que,  no meio das minhas maminhas que estavam com os mamilos hirtos de tesão...Um 69 na vertical com um final feliz.

Gostou?
Já experimentou?
Comente.


Momentos hilariantes.. numa sala de massagens...O SEXO fala mais alto.

A minha amiga Cátia Silveira enviou-me este relato entre ela o Manuel Afonso, seu namorado. Ela tem 18 anos, e ele tem 30 anos, homem maduro e formado em fisioterapeuta. No seu primeiro encontro mais intimo, foi no gabinete do Manuel Afonso, onde ele faz massagens/fisioterapia, Recebendo a Cátia, as consultas pararam, ou seja,  entrou como uma cliente, para surpresa dele, e claro a massagem foi muito longa.. pois ela estava possuída e ele para não dar parte de fraco, e porque com certeza que, já estaria meio quente, de massajar tanta gente, depressa enlouqueceu. Ela continuava imparável e insaciável... 
A Cátia com a sua fúria, deita o M Afonso, para trás na sua marquesa, e cavalgou-o até se satisfazer, enquanto isso, cá fora ouviam-se gritos e gemidos. As clientes novas que estavam na sala para serem atendidas, entraram em pânico, pensavam que o terapeuta era bruto. Comentaram com a secretária, onde lhes foi dito que a senhora que estava a ser atendida, sofria muito da coluna, daí as queixas, ficaram tranquilas, mas já desesperavam pela sua vez. Entretanto soltam o orgasmo e os dois gritam de prazer, esses ecos entoaram cá fora, estava tudo mudo apenas olhavam uns para os outros de ombros encolhidos. Entretanto  a Cátia sai, corada, despenteada, mas com ar de satisfeita.

Foi assim, desta maneira que a Cátia Silveira, resolveu surpreender o namorado, no seu gabinete.


quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Sensual...luxuriante aula de ginástica, Sexual...

Luxuriosos e despidos saltamos
Eu segurando as maminhas
Parecemos dois loucos insanos
Delirando,com tuas partes nas minhas
.
Salto com perícia, arte e energia
Satisfação que nos faz viver
Excitam-se os sexos em demasia
Faz bem ao ego e dá-nos prazer
.
Salto no teu mastro perco a noção
Na loucura  saem  palavras sem nexo
Nas minhas profundezas sinto tesão
Neste ginásio onde nossa aula é o sexo.
......

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Naveguei sexualmente contigo por ondas imaginárias de doçura

Era Sábado. Estavas carente. Sozinha. Aborrecida. Ligaste para mim convidando-me a ir beber um café ao escritório. Fui com gosto embora ainda mal te conhecesse e me encontrasse de folga. Tinhas ocupado o lugar de engenheira química na empresa de cosméticos há cerca de um mês. Éramos colegas de trabalho
Bebemos o café. Notei o teu sorriso quente, malicioso, atrevido, despias-me com o olhar. Perante a tua vontade fiquei nu. O ambiente fervia. O teu carinho era simplesmente abrasador. Pegaste no meu pénis que acariciaste com meiguice levando-o aos lábios gulosos. Chupavas delicadamente enquanto que o massajavas em lenta doçura.
Deixaste-me em delírio. O teu corpo era divino. Abriste as pernas deixando o teu sexo sobre a minha boca apelando que a minha língua nele penetrasse. Eu desejava. Tu desejavas. O momento aconteceu, delicioso, meigo, louco, luxuriante. Gemias de prazer, fazendo crescer em mim uma tesão quase incontrolável.
Em sussurro pediste-me que te penetrasse. Não aguentavas mais. Sabias que eu também estava louco de desejo pelo teu corpo. Gemias, gritavas, dizias faltar-te o ar em função do teu corpo estar em transe sexual.
Quiseste mudar de posição. Querias ficar por cima, comandar a acção, sentires o prazer de  te sentar sobre o pénis que te dava tanto prazer e gozo. Agarraste nele introduzindo-o na tua vagina. Não desmaiei, mas entrei no além da fantasia erótica, quase desfalecendo de tanto prazer, sentindo-me navegar por imaginárias ondas de doçura. Foi um dia para sempre recordar.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Depois do jantar... Um anal ...para acalmar a digestão.


No fim de jantar, o Nelson, meu novo namorado, sussurrava-me ao ouvido, que lhe apetecia algo...Não entendi logo, porque a mesa estava cheia, Pais e irmãos. Confesso que fiquei um pouco embaraçada, porque a minha mente levou-me para além do que se pode imaginar. Levantámos-nos da mesa, já depois do café, pedindo licença, fomos para o meu quarto conversar, onde tu, enquanto eu falava,  me despias.... O desejo cresceu, e ai, quem  pediu algo, fui eu... Ou seja, escolhi a forma como queria perder calorias sem sobrecarregar os estômago...O Jantar era indigesto, favas com chouriço.  Mas desta forma, ajudamos aliviar a digestão. 

Deixa que minha boca te faça vir... entre gemidos

 
Suga-me... faz-me gritar sem limites
Penetra a tua língua fervente dentro de mim
Não pares, meu clitóris sente que transmites
Tesão incontrolável, momento de frenesim

Deixa-me, deixa-me dar-te minha língua atrevida
Deixa-me levar-te à lua, por minha loucura
Em teu membro hirto e fervente, sinto-me desinibida
Nestes momentos que humedeço à tua procura.

Deixa-me acarinhar o teu membro já pulsante
Que enlouquece todos os meus sentidos
Deixa-me que em ti me sinta flutuante
Deixa que minha boca te faça vir, entre gemidos
....


domingo, 15 de novembro de 2015

ANIVERSÁRIO... 1 ANO DE BLOGUE


Haveria muito para dizer, mas tudo é pouco perante o que os nossos leitores,  seguidores e comentadores merecem.
Faz hoje um ano que nós, Anjinha Sexy e Max Men, por brincadeira decidimos abrir um blogue erótico.
Não era perita - nem sou -  nestas estórias do erotismo. Só que, as coisas foram surgindo, evoluindo e fluindo. O gosto foi aumentando e foi ficando enraizado em nós, de uma maneira que, só temos de nos sentir felizes.

Foram vocês, amigas e amigos, que nos "obrigaram" a aperfeiçoar as publicações em cada dia. A vossa amizade, carinho, comparência diária, maravilhosos comentários, tem feito com que, cada vez mais, tudo façamos a fim de vos proporcionar ver, e ler, o melhor que sabemos, fazer.

Depois surgiram outras amigas que quiserem fazer parte do nosso blogue, e foi com todo o gosto que as recebemos. Muito nos têm ajudado a enriquecer este NOSSO espaço.

Neste 1º Aniversário não poderíamos estar mais felizes e orgulhosos. Claro que tudo se deve a quem todos os dias nos visita e nos lê. É que mais de 825 mil visualizações está muito para além das expectativas que tínhamos...

A TODOS, SEM EXCEPÇÃO, O NOSSO AGRADECIMENTO
 

 
BRINDEMOS 

sábado, 14 de novembro de 2015

Um aniversário diferente. Onde a prenda desembrulhada é o orgasmo.

A minha amiga Rita Roquete, é uma rapariga cheia de vida, atraente, alta, morena e um pouco atrevida. No dia do seu aniversário resolveu brindar o seu namorado, podia ser ao contrário, afinal, a aniversariante era ela, mas como ela é uma pessoa sempre cheia de mistérios e surpresas, surpreendeu o namorado, Tomás Branco.
Vestiu-se propositadamente para, no seu sofá surpreender o Tomás,  que, ao entrar na sua sala ficou surpreso, pois queria ser ele a surpreende-la...Ficou rendido quando a observa as sua mão suavemente a  cariciar a sua vagina...para além de ter os peitos lindos e sedutores que já se notavam os mamilos hirtos de tesão...
O Tomás ficou tão louco que de imediato tira as roupas, e sabendo ele o tipo de pessoa que ela é, que gosta de coisas diferentes, e, num acto de brincadeira lhe mete o seu mastro já tão teso, derivado à provocação anterior, na sua boca, no que foi de aceite de bom agrado, onde ela se deliciou fazendo da sua boca um carrossel, delicias em círculos...
E para finalizar o momento que os dois viviam, proporcionado pela Rita Roquete, eis que o Tomás Branco, decidiu assim dar o seu contributo, como uma boa prenda.  Depois de ser ter perdido de carinhosos beijos nos  seios dela, onde a deixou gemendo de prazer, abriu-lhe as pernocas, e com toda a sua fúria e tesão lhe ofereceu o mais profundo presente, recheado tesão e prazer, onde os dois desembrulharam o mais lindo e profundo orgasmo.

Foi assim, o dia de aniversário da Rita, pediu prenda, levou com ela.

Comente. 

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Desejo e tesão e o sexo acontece antes de sair de casa.

Nada como chegar ao fim de semana e dar asas ao desejo.... Preparada para sair com o Bernardo, e ainda em casa, decide arrancar as suas roupas,  atira-me para o sofá, por acaso eu estava de sainha curta foi só dar um jeito. Claro que gostei deste gesto antes de sair para a noite, é que diz ele, que em noite de sexta-feira 13, não se pode deixar nada para depois. Deixou-me totalmente satisfeita e feliz, para a noite, que ainda é uma criança.

É supersticioso/a ? 

Um amigo mudo....numa brincadeira sexualmente satisfatória.

Olhavas-me, com teu ar de duvidoso, pensado, no que teus olhos viam, podia ser uma alucinação, um sonho, ou apenas um pensamento...Olhavas, no entanto sussurraste, e meu corpo respondeu...
Descarada, e enquanto tu me olhavas, tua roupa arrancava, e no teu colo me sentava. Da tua boca não saía uma palavra, mas teus olhos observantes  pareciam querer falar...diziam tanto na sua expressão, que não precisavas de falar porque meu corpo entendia o teu olhar...Querias mais, e mais...
Tua cadeira deitou-se para trás, o teu olhar seduzia-me...Não pedias, mas sei que querias sentir, o quentinho do meu vulcão, que ardia de tanta tesão, e tu... não falavas, mas teus olhos estavam vidrados, encantados de prazer... Eu sentia a tua vontade de explodir, porque não falavas, mas teu carinho me davas....
E deste, deste tanto e tão intenso...Num momento em que pensavas, que o teu olhar te enganava. Mas na tua frente estava, tesão em forma de gente...Que te arrancou da cadeira num acto de brincadeira, cavalguei-te, num momento urgente. Não falaste, mas sentiste-me e eu senti-te, escorrendo quente como lava, no meu corpo que te deseja.

Um amigo mudo...que deu conta do recado.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

No fim de uma refeição...O orgasmo tão desejado...

No fim de uma refeição
Decidimos perder calorias
Na nossa sala de eleição
E por causa das manias
Ajoelhei numa bola,
Apertando com tesão
Sentindo-te acelerado
Para refazer energias,
Perdidos com tanta tesão
Tu foste-me penetrando
E neste momento sagrado
O nosso orgasmo tão desejado
No fim da nossa refeição.
...

UMAS BODAS DE PRATA...BEBIDA...E UMA BRINCADEIRA QUE ACABOU EM SEXO.

Depois de uma festa, umas bodas de prata de uns amigos meus, regressei a minha casa, claro que na festa não faltava comida, muito menos bebida, na bebida acho que passei da medida. Quando estava quase a chegar, recebo um telefonema de um amigo meu, Carlos Jorge, (Cajó para os amigos) que já me andava a cantar ao ouvido há muito tempo, queria estar comigo...Logo, como estava alcoolicamente bem disposta, aceitei, mas sugeri-lhe que viesse ter a minha casa...
Assim foi, ele aceitou logo, e depressa chegou a minha casa. Trocámos cumprimentos e eu fui descarada, preguei-lhe um daqueles beijos na boca...confesso que estava bem disposta de mais, porque parecia uma gatinha assanhada a pedir alguma coisa. Comecei por brincar, tirando a roupa, e ele olhava, admirado, talvez surpreso, pois eu era difícil. Mas naquele dia perdi a cabeça.
Ele, ao que viu e não viu, começou por tirar a roupa, mas nunca tirando os olhos de mim, ou seja, atento que que eu estava fazendo... Atirei-o para cima da cama, e  nem me dei ao trabalho de tirar a minha roupa, apenas arredei a cuequinha, só tinha meia depilação feita, mas ele disse que até gostava de uns pelinhos para fazer cocegas....ele tinha o pénis já em alerta, tipo de sentinela, era notável a tesão que sentia, todo ele latejava...

Assim foi, apeteceu-me cavalga-lo assim com toda a fúria, ele estava tão admirado que nem sabia o que havia de dizer, os olhos dele radiavam felicidade e satisfação... E eu, fiz a festa, meti os foguetes e apanhei as canas, como se costuma dizer...mas atingimos o orgasmo...pareciam foguetes a explodir.

Sei que o Cajó adorou,  não sei se foi como ele queria. Mas foi como eu quis! Mesmo assim ele de tão feliz, sussurrou-me que, na próxima seria em casa dele, e à maneira dele.. Respondi que, com um bom vinho, vou lá...E se acontecer, vocês irão saber.

Se gostou, gostaria de ver o seu comentário. 
.