sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Sinto que gostas do meu gemer...ORAL

Despiste minhas roupas, ansioso
Não esperaste que eu me ajeitasse
Parecias louco, um eterno guloso
E eu esperando que tua boca beijasse
.
Sugas, a minhas xaninha com fúria
Deixas-me louca, com a sensação
De querer soltar o grito de luxúria 
Pois tua boca me provoca tesão
.
Assim como eu gosto de te sentir
Na minha xaninha, que a tremer
Acaba soltando um louco elixir
Como só tu soubeste satisfazer

6 comentários:

  1. Que neguinha linda, hein!
    Será que o rapaz não vai sujar o colarinho da camisa ou será que depois limpa com a ponta da gravata, loool

    Bom dia

    ResponderEliminar
  2. Nesse caso não gosto dessa fúria toda, precisa ser um toque bem suave ou levo "choques" mas o poema está muito gracioso e a imagem tb :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Mmmm lamiendo la vida y las entrañas.
    Un beso.

    ResponderEliminar
  4. E não tem como não gemer... uiiii
    Bjusss

    ResponderEliminar
  5. Adorooo mesmo lambuzar-me ;)

    Beijooos

    ResponderEliminar