domingo, 17 de janeiro de 2016

APETECE-ME OFERECER-TE A MINHA BOCA.

Apesar da tristeza, tu apeteces-me
Ter-te não só na boca, mas no coração
Fazer te algo de bom mas entristece-me 
O teu silêncio que me causa alguma aflição
Apetece-me provar-te, dizer que te amo
Apetece-me dar-te a minha desejosa boca
Esta solidão mata-me, por isso, por ti chamo
Para que nunca me abandones, de ser tão louca
..........

9 comentários:

  1. Ninguém pode resistir a tal oferta, tão generosa quanto eficaz.
    Ele virá ;)
    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Belo poema e quanto à oferta... eu aceito e quero essa boquinha!!!

    ResponderEliminar
  3. Hummmmmmmmmmmm k bommmmmmmm (:

    ResponderEliminar
  4. Gosto do poema mas... a imagem, Santo Deus, que delicia
    .
    Feliz Domingo

    ResponderEliminar
  5. Muito sugestiva a imagem ����

    ResponderEliminar
  6. Muito sugestiva a imagem ����

    ResponderEliminar
  7. Sera um prazer um dia quem sabe

    ResponderEliminar