quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Arrepias a minha pele que enlouquece de prazer...Luxuria...Desejo.

Desejo perder-me pelas montanhas do teu corpo
Escalar o impossível e dar-me o melhor de mim
Sentir em teu desejo que a excitação te provoca
Dar-te meu calor em teu sexo, que em frenesim
Se excede, porque nosso sentimento nos coloca
Na maior prova de amor, onde te vejo tão louco.
Despes-me com carinho, sussurrando ao ouvido
Arrepias a minha pele que enlouquece de prazer
Ouves da minha boca, grito de ofegante gemido
Não é frio, é o teu corpo me queima sem querer 
São labaredas  feitas chamas, de  pura excitação
Fazem teu corpo percorrer o meu, em exactidão
....

9 comentários:

  1. Imagens cheias de luxuria que embelezam ainda mais um poema escaldante e cheio de sensualidade. Lindo mesmo.
    Bjo

    ResponderEliminar
  2. Deliciosamente belo. cheio de sedução
    bjo

    ResponderEliminar
  3. Quanta sensualidade existem nas tuas palavras. Lindo.Lindo!
    Tenho todo o gosto em ajudar a divulgar.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Hummmm que maravilha.. imagens e poema, muito bom.

    Um sussurro.

    ResponderEliminar
  5. Hummm, perder-se por entre as montanhas do corpo é uma deliciosa aventura!!
    http://poetisasensualeerotica.blogspot.com.br/
    Bjssssssss

    ResponderEliminar
  6. Belo... sedutoramente belo... delícia de fêmea... queria sentí-la sobre mim.
    O blog do Nuno Filipe está fora do ar???

    ResponderEliminar
  7. Uiiiii...arrepiante! Que loucura!!!

    ResponderEliminar
  8. Qual homem tem essa paciência toda? Já é difícil achar um que tope as chatíssimas preliminares - dizendo eles!

    ResponderEliminar