quarta-feira, 23 de março de 2016

Momentos luxuriantes em posição vulcânica, em delírios de prazer.

Naquele dia de Inverno, Eduardo chegava a casa e sua esposa andava apenas de cuequinha  e um pequeno top. Dentro do apartamento o ambiente estava quente, dado ao aquecimento central, Romina, tinha acabado de tomar duche daí ter-se deixado à vontade. Eduardo, depois de um dia exausto, nada melhor que relaxar,  pelas curvas perfeitas da sua esposa.
Romina, deixou-se levar pelas caricias do seu marido, deixando que este, levasse as suas calorosas e macias mãos, à sua já húmida gruta, que depressa a levaram à loucura. Pois sentir os dedos do Eduardo, acariciando seu clitóris, fez aumentar o apetite e a excitação. Os dois, sem se largaram caminharam em direção ao quarto dando aso ao momento mais belo...
Os dois, já completamente despidos, enlouquecidos pelo prazer, perdem-se na posição mais excitante que alguém pode ter... Romina gemia de tanta tesão, empinava o rabinho, dizendo ao marido que se perdesse bem pelas suas profundezas. Assim foi, até ao momento final...Os dois soltaram o grito de explosão, qual cratera vulcânica em erupção de lava ardente, que os invadiu e os fez seguir o instinto.
.....

4 comentários:

  1. sem dúvida uma posição em que tudo pode acontecer...a ambos! Quanto à Romina e ao Eduardo...boa sorte :-)
    Continua Filipa

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida que melhor final de dia um homem pode aspirar? Decerto que nenhum. As imagens são fascinantes
    Bjuuuuuuuuuu

    ResponderEliminar
  3. A minha posição favorita... Palavras para quê?

    ResponderEliminar
  4. Isso mesmo, mata-me de tanta vontade e inveja.
    Delícia - bjos ^.~

    ResponderEliminar