domingo, 1 de maio de 2016

Recebeste-me em teu corpo excitado...Até sentirmos a lava ardente, do amor.

Recebeste-me em teu corpo excitado
Deste-me tudo o que eu precisava
Deixaste-me louco e com teu carinho
Rendi-me, mas senti-me encaixado 
Nas profundezas do teu luxurioso ninho
E nós dois num encanto perfeito
Corpos carentes ardendo de prazer
Dos nossos corpos escorria o suor
Nós dois encaixados bem  a jeito
Até sentirmos a lava ardente, do amor.
...

5 comentários:

  1. Fantástico este poema, João!
    De facto o pinanço inspira-nos...

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  2. Que delícia de poema e imagem!
    "A lava ardente do amor", muito lindo e poético este verso...
    A vc, uma semana iluminada e feliz.

    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Mmmm sobran las palabras.

    Un beso.

    ResponderEliminar
  4. Mmmm sobran las palabras.

    Un beso.

    ResponderEliminar