domingo, 8 de maio de 2016

Tarde de sexo em delírio....ao som da chuva e filme apelativo...O Vulcão acordou...

Tarde de chuva. No aconchego de qualquer lar
Existem momentos para tudo. Domingo. Tarde de chuva...Um filme apelativo...e a coisa  acontece.
Um quarto romântico...velas perfumadas de cheiro a jasmim...Carinho...cumplicidade...tesão constante...e todo o tempo é precioso 
Disposição e Amor...Não existe idade para momentos excitantes como este. O Filme vai rolando...50 sombras de grey. Sebastião e Idalina, concentrados no seu momento...Lá fora a chuva cai, o vento sopra. No quarto, ouvem-se gemidos excitantes...Talvez esteja quase... 
As horas passaram, não havia pressa. Sebastião e Idalina, sentiam o suor escorrer pelos corpos. Estavam inebriados, loucos de paixão, sentiam-se cada vez mais perto da erupção...No rosto dela, saltavam fagulhas de satisfação...E assim chegaram os dois ao pico, fazendo explodir o vulcão dos seus desejos. 
E assim se passa um Domingo, em tarde de chuva de amor...

5 comentários:

  1. Que chegue a chuva e a mulher amada. O resto é comigo
    Uma "novela" comum a tantos e tantos lares...

    Bjo

    ResponderEliminar
  2. Querida menina Filipa Silva!

    Tarde nubladas e com chuva fininha são mesmo um convite à devassidão, à perversidade e ao pecado. Adoroooooo!
    Ótima sequência de imagens excitantes. Ótimo fundo musical!

    Adorei tudo. Besos doces!

    {W_[amar yasmine]}

    ResponderEliminar
  3. Minha fantasia sexual é transar na chuva! Deve ser muito louco!!

    ResponderEliminar
  4. Ui...que seios deliciosossssss

    ResponderEliminar