sábado, 25 de junho de 2016

A entrega...Um casal de namorados que se entregam à volúpia e à paixão.


Inês Maria e Paulo Jorge, namoravam há um mês, quando pela primeira vez, fizeram amor, um com o outro. Certo dia do mês de Maio, os pais de Inês Maria saíram para uma reunião empresarial, à noite, iam demorar. Quando Paulo Jorge chegou a casa de Inês, esta estava sozinha. Ele entrou, cumprimentou-a, com um longo beijo,  ficaram um pouco à conversa, onde a jovem lhe contou que iria estar só por um longo período de tempo, nessa noite... Os dois sorriram...Um sorriso "malicioso". Depois da conversa ter fluido em torno do amor que sentem um pelo outro, Paulo, começa por beijar Inês de uma forma apaixonada...Beijos estes que os levaram ao momento mais esperado...


Os beijos e as caricias aqueceram o momento,  ambos não resistiram e entregaram-se. No sofá da sala, completamente despidos, entregaram-se um ao outro de um modo muito  fervoroso. Paulo, que não escondia a sua paixão pela namorada, perdia-se pelo corpo dela com as mais doces carícias. Fizeram amor de uma forma vulcânica, como nunca haviam feito. Inês, gemia, sussurrava-lhe ao ouvido, parecia não querer parar. Paulo, quase a explodir, teve a coragem de esperar pela sua namorada. Onde os dois, em simultâneo, atingiram o mais longo orgasmo, para delírio de ambos.
Inês Maria e Paulo Jorge, ficaram muito felizes, pois seus corpos corresponderam à paixão que sentiam. Tomaram um duche juntos e foram tomar café à praia, que ficava a 5 Km, felizes da vida.

Momentos maravilhosos, não acha?

14 comentários:

  1. Sem duvida momentos assim nos msrcam para a vida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. domingos ferreira
      Bem vindo ao nosso cantinho. Espero que tenha gostado, volte sempre, caso goste.

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Lembro-me bem da primeira vez :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miúda, claro, existem momentos que nunca se esquecem. :)

      Obrigada pela visita.
      Volta sempre
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Confesso que me lembro bem da minha 1.ª vez. Tinha 15 anos e uma amiga que estava comigo ( 17 anos) sob a sombra de uma figueira pediu-me metade do figo, boca na boca, e os nossos lábios tocaram-se e daí até ela " me violar" foi um ápice. Parece que ainda a ouço a gemer dizendo entre-dentes que o o "FIGO" era uma delicia. Foi maravilhoso. Boa tarde Aline ... bom dia cidade de ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kisera eu ser a dona do figo...

      Eliminar
    2. Olá Nuno Filipe
      Lembras-te? Então é porque os figos eram bons. Adoro figos.
      Também me lembro da minha primeira vez, e mais não digo :-)

      Beijinhos

      Eliminar
    3. Olá Chocolícia, que bom ver-te aqui.
      Concordo contigo. :-)

      Beijinhos e volta sempre.

      Eliminar
  4. Bonita estoria. A primeira vez é sempre marcante. E quando e paixão existe, tudo corre bem. Adorei!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Luana Ramos
      Ainda bem que gostaste, que bom!

      Beijinhos volta sempre

      Eliminar
  5. Que belo post, Dalila...Maravilhoso.
    A minha primeira vez foi semelhante à da estoria. A mãe dela tinha ido à missa. rsrsrrs

    Parabéns minha amiguinha.
    Abreijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá meu querido amigo.
      A Mãe dela tinha ido à missa? E foste cometer o pecado, à bandido!! lol

      Beijinhos amiguinho

      Eliminar
  6. Momentos...de muito tesão! Há que aproveitar as oportunidades que nos surgem...cada uma que vá nunca mais volta, por muitas mais que surjam. :)

    ResponderEliminar
  7. Momentos...de muito tesão! Há que aproveitar as oportunidades que nos surgem...cada uma que vá nunca mais volta, por muitas mais que surjam. :)

    ResponderEliminar