domingo, 14 de agosto de 2016

Carinhos...Luxúria...Em gruta de prazer oral...

Pegaste-me com excitação e carinho
No escondidinho, em nosso recanto
E na minha gruta com o teu beijinho
A deixar-me louca com teu encanto
Percorrias pelo meu  corpo quente
Até à gruta, minha fonte de prazer
Com a tua língua faminta e carente
A deixar-me louca, excitada, a gemer
De seguida surpreendi-te, massajei-te
Senti-te vibrar nas minhas mãos macias
E da minha boca maldosa, sussurrei-te
Fiz-te o melhor, como só tu o merecias.
--

5 comentários:

  1. Hummmmm Imagens e versos muito carinhosos.
    Excitantemente belo!

    Um sussurro.

    ResponderEliminar
  2. Sem melhor definição.... imagens deslumbrantes e um toque carinhoso e cheio de ternura do poema!

    ResponderEliminar
  3. Quanto carinho aqui nos mostras, Filipa. :-) Muito bom

    Bjos

    ResponderEliminar
  4. Filipa sempre cheia de inspiração poética. Amei as imagens e as quadras. O conjunto perfeito.

    Beijuuuuuuuuu

    ResponderEliminar
  5. Belas rimas, um bom poema mais uma vez :)

    ResponderEliminar